NASA olha para um buraco escuro e assustador em Marte

Nos ajude compartilhando esse conteúdo

Se você olhar longamente para um abismo, o abismo olhará para você. Nietzsche poderia estar falando sobre Marte.

Essa história faz parte de Welcome to Mars, nossa série de exploração do planeta vermelho.

Eu costumava ter pesadelos recorrentes sobre cair em um buraco. Uma nova imagem da espaçonave Mars Reconnaissance Orbiter da NASA (também conhecida como MRO) pressiona todos os botões dos meus sonhos assustadores de infância.

Essa história faz parte de Welcome to Mars, nossa série de exploração do planeta vermelho.

Eu costumava ter pesadelos recorrentes sobre cair em um buraco. Uma nova imagem da espaçonave Mars Reconnaissance Orbiter da NASA (também conhecida como MRO) pressiona todos os botões dos meus sonhos assustadores de infância.

A imagem, adquirida em 24 de janeiro pela câmera HiRise do MRO, mostra um fosso preto surpreendente contra uma extensão de superfície mais clara. Isso leva a uma grande questão: o que está escondido nas profundezas escuras?

A equipe HiRise da Universidade do Arizona realizou um aumento de brilho para ver o abismo.

“O chão do poço parece ser de areia lisa e desce para o sudeste”, escreveu o co-investigador da HiRise, Ross Beyer, em um comunicado na sexta-feira. “A esperança era determinar se este era um poço isolado, ou se era uma clarabóia em um túnel, muito parecido com clarabóias nos tubos de lava do Havaí.”

Os cientistas suspeitam que Marte é o lar de cavernas vulcânicas, que podem ser destinos fascinantes para futuros rovers ou exploradores humanos. Poços como o que o MRO está investigando podem ser portas de entrada para esses mundos subterrâneos.

Este abismo em particular não está revelando nenhum segredo ainda. “Obviamente, não podemos ver nenhum túnel nas paredes visíveis, mas eles podem estar em outras paredes que não são visíveis”, escreveu Beyer.

O que está abaixo? Por enquanto, isso terá que permanecer um mistério de Marte.

#Bemvindoamarte #NASA #Espaço

Allan Siriani

Curioso e apaixonado por tecnologia, professor do curso superior de BigData no agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *