O Reino Unido investigará supostamente a compra da ARM pela NVIDIA por questões de segurança (atualizado)

As autoridades podem não ter ficado satisfeitas com sua primeira investigação.

O governo do Reino Unido aparentemente não está satisfeito com sua investigação inicial sobre a compra da ARM da NVIDIA. Conforme relata a Reuters, o Sunday Times ouviu a secretária de Cultura e Digital, Nadine Dorries, ordenar que a Autoridade de Concorrência e Mercados do país conduza uma investigação de “fase dois” do acordo da NVIDIA sobre questões de segurança nacional. O anúncio pode ser feito na próxima semana, disse o Times.

Uma segunda investigação duraria cerca de seis meses. Depois disso, as autoridades podem bloquear o negócio, aprová-lo no estado em que se encontra ou exigir concessões.

O Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esporte do país não quis comentar a história. Pedimos um comentário à NVIDIA. A empresa de tecnologia concentrou sua energia até agora em minimizar as preocupações sobre a neutralidade da ARM se o negócio for fechado, prometendo um modelo de licenciamento aberto que trata os clientes de forma justa.

Qualquer segunda investigação não significaria necessariamente a ruína para a aquisição da NVIDIA. Isso sugere que o governo tem alguns escrúpulos, no entanto, e que a NVIDIA pode ter que fazer alguns sacrifícios. No mínimo, a empresa teria que ser paciente – não obteria a aprovação do Reino Unido antes de 2022, no mínimo, e ainda teria que esperar por outros reguladores antes de finalizar a fusão.

#ReinoUnido #antitruste #notícia # #governo #regulamento #aquisição #segurança #DCMS #BRAÇO #onegócio #NVIDIA

John Doe

Curioso e apaixonado por tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *